Beja Merece+

Para o movimento “é uma afronta António Costa vir a Beja falar de coesão quando não a pratica”, frisou Florival Baiôa, dizendo que mesmo “sabendo ser esta uma missão difícil, o movimento vai tentar chegar ao primeiro-ministro, no sentido de lhe entregar um documento com as reivindicações sobre acessibilidades rodoviárias e ferroviárias, aeroporto e saúde, que já conhece, com o objetivo de lhas recordar”.

“O Beja Merece+ não grita”, recordou Florival Baiôa. Prosseguiu avançando que o “movimento é responsável, razoável, inteligente e criativo e que a ação que vai ser feita no sábado espelha tudo isto”. “Tendo em atenção que António Costa raramente vem a Beja é preciso aproveitar esta oportunidade e vestidas de negro as pessoas irão lembrar ao primeiro-ministro o que tanto precisam para o desenvolvimento do Baixo Alentejo”.

No encontro com os jornalistas, realizado ontem, o Beja Merece+ explicou, igualmente, que “neste novo quadro comunitário de apoio os valores para a coesão vão diminuir e mudar de paradigma, ou seja a Europa não vai entregar o dinheiro ao Governo Central mas sim às regiões”. O movimento acrescentou que “as regiões têm na mão a capacidade de resolver os seus problemas, porque cada região pode fazer candidaturas sozinha ou associada a outras regiões da Europa”, disse, ainda Florival Baiôa.

O Beja Merece+ já elevou as reivindicações ao patamar internacional e esclareceu que “agora as regiões podem formar consórcios com, ou sem, as CIMS e fazer candidaturas lideradas por exemplo por instituições de ensino superior e esta pode ser uma das possibilidades para o Baixo Alentejo”, revelou Hélio Bernardino, do movimento.

O Beja Merece+ tem consciência que “esta fase é mais exigente e que é para agarrar” e fez questão de deixar claro que “já não há mais nada para falar a nível nacional”. Mesmo assim aceitou o convite do secretário de Estado das Infraestruturas e com ele irá reunir-se no dia 5 de fevereiro. O movimento tem, ainda, para agendar, um encontro com a presidência da República, a breve trecho.


Comente esta notícia