Manifestação 25 Maio

A concentração começa às 15.30 horas, em Belém, Lisboa, e vai exigir ruptura com o memorando da troika, que é preciso travar os despedimentos na Administração Pública e o novo roubo das pensões e reformas, investir na dinamização da produção nacional, aumentar o poder de compra, assim como os salários e travar as privatizações.

Casimiro Santos, coordenador da União de Sindicatos do Distrito de Beja (USDB), frisou que saem hoje, de Beja, vários autocarros, com representações do distrito, para marcar presença no protesto, dizer não às políticas deste Governo e que é previso inverter a situação que se está a viver.


Comente esta notícia