Alexandra Vieira

A deputada do BE foi acompanhada nestas visitas pela presidente da Direção do ICOM Portugal – Conselho Internacional de Museus, Maria de Jesus Monte. Um périplo, refere o BE, que “foi motivado pela situação que o Museu de Évora está a viver e que diz respeito ao facto, de não poder ser visitado ao fim de semana, por não ter pessoal disponível para o efeito.” A partir da visita prevista ao Museu de Évora, a deputada do BE decidiu alargar a sua passagem também a Beja e Mértola.

“O contacto com a realidade dos museus e sítios arqueológicos do Alentejo que, nos últimos anos, têm passado por várias dificuldades” foi o objetivo destas visitas da deputada Alexandra Vieira, membro da Comissão Parlamentar da Cultura, e que a trouxeram "ao Museu Rainha Dona Leonor em Beja”. Neste contexto, Alexandra Vieira, identificou à Voz da Planície, as questões lhe pareceram mais pertinentes, referentes ao Museu da cidade, da responsabilidade da Direção Regional de Cultura do Alentejo, destacando os aspetos do “financiamento e dos recursos humanos”.

Sobre as visitas que efetuou em Mértola, a deputada Alexandra Vieira revelou, igualmente, à nossa estação que “o Campo Arqueológico está nos roteiros” e que “isso é importante para a fixação de população e para as dinâmicas culturais deste território, assim como é fundamental saber mantê-las”.

A deputada Alexandra Vieira referiu, ainda, que “é importante ter em atenção que o dinheiro destinado à promoção da cultura não é um gasto, mas sim um investimento” e que “sítios” como os que visitou em Beja e Mértola “são fundamentais para a dinâmica turística destes territórios, aumentando o número de visitantes, objetivo importante para regiões onde a questão do despovoamento tem efeitos muito vincados.”


Comente esta notícia