Amalentejo

Depois de ver garantido este objetivo, o AMAlentejo recorda a importância de se prosseguir nos próximos dias com a recolha das assinaturas para ultrapassar as 4000 necessárias, neste caso “para tornar obrigatória a discussão da eletrificação e modernização da Linha do Alentejo entre Casa Branca-Beja-Funcheira pelo Plenário da Assembleia da República”.

Recorde-se que o AMAlentejo considera que “a Assembleia da República, da mesma forma que decidiu inscrever no PNI2030, agora em discussão no Conselho Superior de Obras Públicas –CSOP, a modernização e eletrificação do troço entre Casa Branca-Beja, pode e deve, em coerência com a Resolução de 5.7.2019, aprovar, no mínimo, um projeto de Resolução que determine a inscrição no PNI2030 do troço entre Beja-Funcheira, porque este é fundamental para dar coerência de rede e garantir a viabilidade e sustentabilidade da solução ferroviária proposta na «Estratégia de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional» apresentada pela Plataforma Alentejo de que AMAlentejo é parte integrante.”

“Tendo presente a premência de uma rápida decisão sobre este importante projeto de interesse nacional, estratégico e vital para todo o Alentejo”, o AMAlentejo avança que irá “solicitar, no imediato, reuniões a todos os grupos parlamentares da Assembleia da República que contribuíram para a aprovação da Resolução de 5.7.2019 sobre a Linha do Alentejo.”


Comente esta notícia