AMALENTEJO

Foi também solicitado com carácter de urgência, audiências ao Presidente da República e ao 1º Ministro para entrega da Petição Pública na medida em que a mesma também lhes é dirigida. Carácter de urgência atendendo a que o PNI2030, em análise no Conselho Superior de Obras Públicas, não contempla ainda, “injustificadamente”, o troço ferroviário Beja-Funcheira.

José Soeiro, do movimento AMAlentejo, afirma que o País não pode perder a oportunidade de ter este projecto financiado em 85% por fundos comunitários, caso contrário será um problema complicado ser suportado na íntegra pelo Orçamento de Estado.

Ainda segundo José Soeiro, a electrificação e modernização da Linha do Alentejo não precisa de mais estudos, aquilo que é necessário é que utilizem os que já existem e avancem com as candidaturas e a execução da obra. Para José Soeiro o problema neste caso não é técnico mas de decisão política.

Finalmente José Soeiro revela alguma “preocupação” com a “passividade e o alheamento” de algumas instituições da região relativamente a todo este processo.




Comente esta notícia

Galeria de fotos