Projeto OPTA

“Este é um projeto que reúne outros parceiros, tais como a EDIA, o NERBE/AEBAL, a Associação Comercial do Distrito de Beja, o Banco Alimentar, a EAPN-núcleo de Beja, a associação ESTAR e a GeekCase “preocupados com a crise económica e social provocada pela pandemia na população do Alentejo e, em particular, no segmento dos microempresários, setor da cultura e turismo. Enquanto movimento aberto, para além dos sócios fundadores referenciados têm-se entretanto associado a este movimento outras entidades, associações e empresas”.

A OPTA - Organização Pontual no Tempo Atual, surge da vontade expressa de várias entidades e empresas do Alentejo, em lançar um movimento de um "Alentejo Solidário" complementar e de reforço a todas as iniciativas já existentes. “O foco principal deste movimento é o de apoiar, informar, auxiliar, por diversos meios e formas: microempresas, empresários em nome individual, pequenos empresários agrícolas, setor do comércio local/ regional, setor da cultura, setor da restauração e turismo, pessoas em regime de layoff (pessoas e setores fortemente atingidos pelas consequências diretas do COVID-19 na região).”

Para o efeito, a OPTA Alentejo “vai lançar em breve, uma plataforma colaborativa (com uma oferta diversificada de medidas de apoio, informação e suporte) de um Alentejo Solidário, constituindo essa a sua principal missão.”

A OPTA é um espaço aberto à sociedade e comunidade e pode ser consultado na página: https://www.facebook.com/OPTAAlentejo/.


Comente esta notícia