Símbolo da ADRAL

Em comunicado, a ADRAL refere que “com esta nomeação, procura a Agência reforçar a sua capacidade de gestão e intervenção para encarar os desafios que a região vai enfrentar na próxima década e que no horizonte de 2030 são essencialmente: o reforço da coesão territorial, a promoção da transição energética, para uma economia e sociedade mais «verdes», a adoção da agenda digital e o incremento do empreendedorismo 4.0, a internacionalização das empresas do Alentejo e a captação de investimento estrangeiro, entre outros.”

O novo Diretor-Geral inicia funções no próximo dia 1 de julho, sucedendo a Victor Dordio que, nos últimos doze meses, exerceu aquele cargo interinamente.


Comente esta notícia