Plataforma Alentejo

Marcelo Rebelo de Sousa foi o primeiro a visitar o certame e a ouvir as reivindicações da Plataforma Alentejo. Neste contexto disse que conhece, acompanha e que admira a capacidade de luta e resistência das gentes desta terra.

O primeiro-ministro, António Costa, foi o único, uma vez mais, que não esteve no certame. Sobre esta ausência, Rui Garrido, presidente da ACOS – Agricultores do Sul, frisou que “o que é lamentável” é que não tenha vindo “mais um ano à Ovibeja”.

O presidente do PSD, Rui Rio, considera que são reivindicações justas quando se fala em acessibilidades rodoviárias, ferroviárias e do desenvolvimento do aeroporto, sobretudo em termos de “tráfego”.

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do Partido Comunista Português, referiu que muitos dos militantes do PCP subscreveram a petição e que o seu partido está a ajudar na resolução destas velhas aspirações dos alentejanos.

Catarina Martins, coordenadora nacional do BE, revelou que o seu partido partilha das reivindicações da Plataforma Alentejo, especialmente nas questões da ferrovia.

Santana Lopes, presidente do Partido Aliança, frisou que é “uma discriminação inacreditável” Beja não estar ligada por autoestrada.



Comente esta notícia

Galeria de fotos