farmácias
A crise agudizou-se em 2017, estando agora 630 farmácias num universo de 2.943 em situação económica difícil, de acordo com o barómetro MOPE, do Centro de Estudos de Avaliação em Saúde. No distrito de Beja são 15 as farmácias que estão em situação de crise e sem garantias de sobrevivência.

O presidente da Associação Nacional das Farmácias, Paulo Cleto Duarte, já veio a público afirmar que embora a economia portuguesa tenha dado passos em frente, as farmácias continuam a viver num clima de crise e austeridade.

Ainda de acordo, com Paulo Cleto Duarte, apesar das dificuldades, "os farmacêuticos e as suas equipas vão continuar a lutar para continuar a oferecer às populações mais isoladas acesso aos cuidados de saúde" tendo em conta que "as farmácias são a maior rede de serviços de saúde em Portugal e a melhor distribuída pelo território".

Comente esta notícia