João Pauzinho

João Pauzinho começou por lembrar que “2019 ainda ficou marcado por uma legislatura onde, tendo em atenção a intervenção do PCP, foi possível melhorar as condições de vida das populações, assim como provocar algum crescimento e desenvolvimento económico no país”. Acrescentou, contudo, que “se está agora perante o início de uma nova legislatura em que os sinais não são bons.” O responsável da DORBE do PCP prosseguiu falando sobre a região e frisando que num distrito onde “foi prometido fazer o que ainda não foi feito” o ano 2019 terminou “com tudo por fazer, na A26, que continua encerrada, na eletrificação da linha férrea Beja/Casa Branca/Funcheira, na 2ª Fase do Hospital de Beja e nos setores da Saúde e da Educação. Para João Pauzinho estes factos, justificam “a necessidade de uma outra política”, explicando qual.

Quanto a 2020, João Pauzinho revelou que o ano começa “com uma grande jornada de afirmação do projeto autárquico da CDU”, esclarecendo o que defende a Coligação perante a descentralização de competências para as autarquias que o Governo está a implementar.

No âmbito da Assembleia da República, 2020 vai começar, igualmente, com novidades, avançou João Pauzinho. “O PCP vai apresentar um projeto de resolução que prevê a criação de um Plano de Apoio à Base Económica Regional, que recomenda, como prioridades, a salvaguarda da proteção da saúde pública, do ambiente e da pequena e média agricultura e do mundo rural, no sentido de se criarem mecanismos de proteção face aos regimes intensivos e superintensivos de produção.”

O responsável da DORBE do PCP realçou, ainda, que “em 2020 começam as comemorações do centenário do partido, que vão até março de 2021”, e que se “realiza o XXI congresso do partido, no final do mês de novembro”.


Comente esta notícia