museu beja

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, mostra-se satisfeito com o resultado desta candidatura apresentada através da APT e cujo resultado se conheceu no início desta semana.

Paulo Arsénio prossegue explicando que esta é uma hipótese ímpar para se renovar o Museu, com um apoio a fundo perdido de grande escala. Refere, também, que a taxa de aprovação foi de apenas 75% , e não de 85% como se esperava, e que a autarquia vai desenvolver esforços, com a APT, para se lançar o concurso de empreitada até final do corrente ano, de forma que, durante o ano de 2020, provavelmente na fase final, o Museu possa entrar em obras.

O presidente da Câmara de Beja identificou, ainda, que valorização e conservação vai ser efetuada no Museu Regional de Beja. Neste contexto esclareceu que vai ser melhorada toda a arquitetura do edifício, assim como valorizado o recheio e seu interior.


Comente esta notícia