APRESENTAÇÃO


Educação de Adultos no País e na Região

9 de Junho de 2014


Depois de termos passado em revista a oferta formativa ao nível do ensino superior e profissional, dedicamos atenções neste programa, à “Educação de Adultos no País e Região”.

A educação de adultos pode ser efectuada através do ensino recorrente, dos cursos EFA – Educação e Formação de Adultos, do RVCC – Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências e da Conclusão e Certificação de Planos de Estudos já extintos. Neste “Radiografias”, a partir do enquadramento histórico, efectuado pelo professor Alberto Melo, “pai” do ensino para adultos em Portugal, identificamos o que já existiu, o que está a ser feito e perspectivamos o futuro, sobre esta matéria.

Para esclarecer o que já foi feito e o que ainda está a ser ministrado, contamos neste programa com os depoimentos de Manuel Parreira, director do Centro de Emprego e Formação Profissional de Beja, que passa em revista toda a oferta formativa dirigida ao público adulto que tem no terreno e de duas associações de desenvolvimento local. Francisca Valério, coordenadora do Sector de Formação de Adultos na Terras Dentro faz o balanço da experiência desta Associação e deixa as preocupações da mesma, relativamente ao presente e futuro desta oferta. Renata Veríssimo, responsável do Departamento de Qualificação e Formação da Esdime faz o mesmo retrato, dentro da área geográfica de abrangência deste Agência para o Desenvolvimento Local.

De acordo com a legislação publicada no primeiro trimestre de 2013, os CQEP representam a actualidade e o futuro da educação de jovens e adultos em Portugal. Na região temos o CQEP do Agrupamento de Escolas Nº 2 de Beja, o da Associação de Desenvolvimento Integrado Rota do Guadiana, com sede em Serpa, o do Agrupamento de Escolas de Almodôvar e o do Agrupamento de Escolas de Mértola. Através dos depoimentos dos seus responsáveis, damos-lhe a conhecer, neste “Radiografias”, o que se pode esperar no futuro, na educação de jovens e adultos, no que se refere a estes Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional.

Bravo Nico, que desempenhou, em 2005, as funções de Director Regional de Educação do Alentejo, deixa a este programa declarações relativamente à implementação dos CNO – Centros Novas Oportunidades, à sua extinção e substituição pelos actuais CQEP – Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional. Para este professor da Universidade de Évora, cujo depoimento encerra este “Radiografias”, os CQEP são a alternativa possível e não a desejada.

O programa vai para o ar nesta segunda-feira, dia 9, e pode ser acompanhado nos 104.5 da nossa estação e na nossa emissão online, em www.vozdaplanicie.pt.