Serpa apresenta “Escrita no Baixo Alentejo-das origens aos nossos dias”
Serpa apresenta “Escrita no Baixo Alentejo-das origens aos nossos dias”

Inês Patola - 13/08/2017 - 00:00 - Imprimir


Serpa apresenta “Escrita no Baixo Alentejo-das origens aos nossos dias”


A Sala Polivalente do Museu Municipal de Arqueologia, no Castelo de Serpa, está a receber a exposição “Escrita no Baixo Alentejo-das origens aos nossos dias”. 

Esta mostra é organizada pela Rede de Museus do Baixo Alentejo, em parceria com a CIMBAL, co-financiada pelo Alentejo 2020, Portugal 2020 e Fundos Europeus Estruturais e de Investimento. Esta exposição tem o objectivo de divulgar as colecções dos museus que compõem a rede, visando a itinerância por todos os municípios que a integra.

Estão patentes peças, documentos e registos descobertos no Baixo Alentejo, alusivos à evolução da escrita, desde a Idade do Ferro, o ponto de partida, visto que é dessa época que se supõem ser os primeiros vestígios da “escrita mais antiga conhecida na Península Ibérica”, a escrita do Sudoeste.

De Serpa podemos ver a “Carta de arrematação e venda da sinagoga e açougue dos judeus de Serpa, aquando da sua expulsão do país, a Gaspar Vaz, que deu, na venda pública, o lanço mais alto (10.2000 reais)”. Trata-se deum documento raro, que data de 1497, época em que o Rei D. Manuel expulsou os judeus e mouros de Portugal e dispôs dos seus bens.

COMENTE ESTA NOTÍCIA