ARQUIVO


Terras sem Sombra: Grândola recebe terceiro concerto do Festival?


A igreja matriz de Grândola recebe esta noite, pelas 21h30, um momento alto da 9.ª edição do Terras sem Sombra. O ciclo de concertos de 2013, que vai até meados de Julho, centra-se na polifonia, fenómeno que atingiu a plena maturidade durante o séc. XIV, em França, com Guillaume de Machaut.

A obra deste notável compositor e poeta constitui o fio condutor para uma estreia prometedora, com Marc Mauillon, um dos mais famosos barítonos da actualidade, acompanhado por músicos de excepção, como a violetista Vivabiancaluna Biffi, o alaudista Michaël Grébil e o flautista Pierre Hamon. Ouvir-se-á, pela primeira vez em Portugal, um repertório de incomparável beleza, como explicou à Voz da Planície José António Falcão, director do Terras sem Sombra. Regressa-se, assim, entre cavaleiros e damas, ao ambiente das cortes dos finais da Idade Média, um tema muito adequado a Grândola. Em jeito de balanço, relativamente aos dois concertos e actividades de preservação da natureza já realizados, José António Falcão frisou que os objectivos traçados para esta 9ª edição do Terras sem Sombra têm sido alcançados em pleno, prestando um bom serviço à divulgação da polifonia e do cante alentejano. Amanhã o Festival abraça a gestão sustentável do montado. Ana Elias de Freitas
04/05/2013 - 07:00