ARQUIVO


Património Cultural e Natural de Mértola, Beja, Serpa e Barrancos promovido em Rede de Itinerários Turísticos


A Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) continuando o seu trabalho de valorização e conservação da riqueza do Baixo Alentejo empreendeu o desafio de identificar, caracterizar e sinalizar uma rede de itinerários para a descoberta do património cultural e natural do Baixo Guadiana que articula os concelhos de Mértola, Beja, Serpa e Barrancos.

No total dos 4 concelhos, foram inventariados e caracterizados 66 itinerários repartidos nas modalidades de Motorizado, BTT, Pedestre e Navegável. Em termos de sinalização estão a ser implementados 2 a 4 itinerários por concelho. Como complemento aos itinerários foram efectuados folhetos descritivos de cada um dos itinerários implementados, a serem distribuídos nos postos de turismo. Em termos da sua dinamização foi efetuada uma Campanha Transfronteiriça de Educação Ambiental, envolvendo escolas dos vários concelhos abrangidos no projeto e de escolas espanholas. Será também realizada uma Fam-trip, um instrumento de promoção destinado a operadores turísticos e à imprensa, para divulgar e potenciar os itinerários implementados. Esta iniciativa insere-se no projecto ?Guaditer ? Itinerários do Baixo Guadiana?, financiado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Portugal ? Espanha (POCTEP) e que tem como parceiros a Associação Odiana, as Câmaras Municipais de Alcoutim, Castro Marim, Vila Real de St.º António, Mértola, Serpa, a Junta de Andaluzia e a Diputácion Provencial de Huelva. O projecto pretende desenvolver uma estratégia turística para a criação de uma oferta de turismo cultural e de natureza na região transfronteiriça do Baixo Guadiana. O principal objectivo é encontrar uma complementaridade entre as diversas ofertas existentes no território, estabelecendo itinerários turísticos transfronteiriços baseados nas suas potencialidades naturais e culturais.
19/04/2013 - 07:36